Self-portraits, Março

Querido Março, revelaste-te um tanto ou quanto traiçoeiro. Fizeste-me sentir mil e uma emoções, trouxeste contigo o medo da instabilidade. Mas, também me trouxeste coisas boas e devolveste-me a segurança à tua maneira. Acho que são estes momentos que testam os nossos limites, que nos põe verdadeiramente à prova daquilo que somos capazes de suportar e sobretudo que nos obrigam a encontrar a melhor forma de lidarmos connosco mesmos. Pela primeira vez na minha vida senti que estava mesmo perdida e que todo o esforço que tenho andado a fazer em prol do auto-conhecimento poderia desmoronar em apenas segundos. Senti-me ansiosa, voltaram as malditas insónias. Tudo isto para vos dizer que comecei a fazer Yoga, por mim mesma. Pesquisei e encontrei alguns sites que me pareceram perfeitos para iniciar este caminho, com vídeos adequados a todas as etapas e muito fáceis de acompanhar. Posso depois partilhá-los aqui num próximo post.
E nada como uma série de self-portraits para celebrar mais uma batalha vencida!

1 comment:

  1. Querida Sílvia, espero que esteja tudo bem. Pode tardar, mas sempre reencontramos o nosso equilíbrio. E que Abril seja um mês mais equilibrado, então. :) *

    ReplyDelete

Follow @ Instagram

Back to Top