Ter um cão // daily life


Ter um cão não é o mesmo que comprar mais uma almofada gira para exibir nas redes sociais. Ter um cão é um compromisso tão sério como todos os outros que assumimos na nossa vida pessoal e profissional. Falo de cães porque é a única experiência que tenho mas assumo que deverá ser assim com qualquer animal que escolhamos como parte da nossa família.
Quando decidi que queria ter um cão havia duas coisas que não sabia: a primeira era que ia gostar tanto dele como gosto (é um amor que não se explica que acredito que só mesmo tendo um) e a segunda era que há de facto toda uma dedicação e paciência que só esse amor faz acontecer mas que eles compensam com a sua fidelidade todos os dias. Digamos que é um ciclo vicioso muito bom!

A minha experiência com o Zig tem sido tão intensa que achei que seria bom partilhar aqui o nosso caminho juntos, que completa este ano 6 anos. Nem todos os dias foram fáceis. Logo quando ele tinha 6 meses foi-lhe detectada displasia da anca nas 4 patinhas em grau avançado, foi o primeiro grande aperto no coração e foi a primeira vez que chorei por ele. Só se tinham passado 6 meses e eu já lhe tinha um apego maior que alguma vez tinha imaginado. Aquela bolinha felpuda e gordinha já ocupava um espaço tão grande no meu coração e na nossa família.

Ter um cão é cuidar. É dar mimos. É ter paciência. É também passar noites acordada quando estão doentes. É passear com chuva e frio. É tudo isto e muito mais. Afinal de contas, existe mais algum ser que nos faça uma receção tão calorosa quando chegamos a casa? Eles aceitam-nos e gostam mais de nós do que nós pensamos. Não há razão para não fazermos o mesmo por eles. 
A desculpa de não ter tempo. É certo que todos nós temos vidas diferentes, horários diferentes, disponibilidades diferentes. Se durante a semana não podemos dar mais que dois passeios (de manhã e à noite), ao menos que esses sejam proveitosos, que eles brinquem e gastem as suas energias e regressem a casa felizes. E nos dias que que não trabalhamos podemos compensá-los, dar um passeio pelo praia, por uma floresta, fazer algo de diferente, eles também gostam de fugir da rotina e vão ver que esses momentos também são de descontração para nós!

Durante a semana já temos a nossa rotina: vamos passear, tomamos o pequeno-almoço, aspiro a casa (sim todos os dias) dou-lhe os comprimidos e aplico as pomadas e iniciamos o nosso dia, eu de trabalho e ele de soneca 😜
É certo que agora tenho mais flexibilidade de horários mas quando mantinha os dois trabalhos as coisas já eram assim, simplesmente mais a correr e levantava-me mais cedo.
Outra conversa que me incomoda é "este cão é maluco/agressivo". Sinceramente muitas vezes oiço isto e dou-me conta que são cães que vivem restritos a meia dúzia de metros quadrados todas as horas dos seus dias, fazem necessidades nos sítios onde dormem e comem. Digam-me uma coisa, se fizessem isto a qualquer ser humano será que ele também não ficaria maluco e infeliz?! Parece-me que sim.
Nós vivemos num apartamento pequeno mas felizmente temos uma varanda grande. Termos uma vivenda seria bastante bom, mas neste momento isso não é uma possibilidade, mas isto para vos dizer "que ele tem imenso espaço lá fora" não é razão para nunca serem levados a passear, porque não é definitivamente a mesma coisa.
Posto isto acho que fica aqui o meu apelo para os nossos felpudos de 4 patas. Tratem-nos bem, eles são os seres mais genuínos do mundo e gostam de vocês de verdade!

Desejo-vos uma óptima semana cheia de lambidelas dos vossos e do Zig António! ❤
Much love,


4 comments:

  1. Oh, só tenho a experiência do cão do meu namorado, mas já é um amor tão forte que imagino quando tiver o meu companheiro, vai ser a loucura. É bom ver tanto amor neste post! :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Mariana pelo teu comentário :) Tenho a certeza que vais delirar quando tiveres o teu, mas agora já tens aí uma bela oportunidade para ires treinando! Beijinhos

      Delete
  2. Belo texto. O Zig parece ser um cão muito afável. Eu adoptei um cão uma cadela e uma gata. Tenho a sorte de ter um quintal relativamente grande, o que é muito bom para eles. E sim eles gostam mesmo de nós :)

    Boa semana

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá A.João obrigada pelo teu comentário! Parabéns pela tua iniciativa em adoptares 3 patudos :) São uns felizardos!

      Delete

Follow @ Instagram

Back to Top